quinta-feira, 8 de abril de 2010

A desculpa do cansaço

"Não teremos horas de recuperação, e não há milagres. Não sei o que pode acontecer aos jogadores em termos de fadiga muscular, mas teremos alma e coração para disputar a eliminatória."

Jorge Jesus após o jogo com a Naval

"O que mais me preocupa são as poucas horas de recuperação. Com mais um dia, teríamos outro andamento. E há jogadores que amanhã estarão no limite do risco de se lesionarem."

Jorge Jesus no dia antes do jogo com o Liverpool

O treinador do Benfica há algumas semanas que se vai referindo ao cansaço da sua equipa como potencial factor condicionador de exibições e resultados.

Ora, nada mais correcto. Uma equipa que disputa várias competições de elevado grau de exigência, desgasta-se, sem dúvida, mas sabe que assim é e deve estar preparado para isso.

Estranho é que o Benfica não se tenha desgastado mais cedo, pois tem um ritmo de tal forma elevado em todos os jogos, desde o início da época, que não me lembro de ver há muito tempo. E estranho!

Depois temos ainda o factor rotatividade. Uma equipa com tamanho número de soluções talvez devesse fazer uma melhor gestão de plantel por forma a que os jogadores mais influentes chegassem mais frescos aos jogos mais importantes, mas não é isso que se verifica, pois não tem havido essa gestão e há jogadores que jogam sempre (Maxi, Luisão, David Luiz, Javi, Ramirez, Saviola, Cardozo) quando teriam a possibilidade de ser rendidos a bom nível (Sidnei, Miguel Vítor, Airton, Ruben Amorim, Weldon, Kardek, Éder Luis, entre outros...).

Ainda hoje um amigo tentava fazer o paralelismo com o Sporting de Peseiro que chegou à Final da Taça UEFA, dizendo que se tinha focado só nisso. Nada mais errado, pois esse foi o ano em que o Sporting, apesar de não ganhar nada, disputou todas as competições até final e sem queixas quanto à parte física, nem desculpas de ter perdido porque os jogadores não podiam mais.

Não vejo, portanto, tanta necessidade de arranjar desculpas antes dos jogos para poderem ser usadas em caso de derrota. Todas as equipas perdem um dia! O que se espera é que nesse dia o façam de forma honrosa e que saibam enaltecer os vencedores.

Boa sorte para o jogo de hoje!

5 comentários:

Anónimo disse...

tanta parvoíce que o senhor diz

low desert puke disse...

Esse sporting de Peseiro nao jogava com o ritmo elevado que o Benfica apresenta em todos os jogos. Todos.
Pois nao tinha comportamentos parecidos em campo, principalmente no que concerne à permanente busca da bola, ao pressing que começa logo no ponta de lança e sempre durante 90 minutos. Acrescente-se o facto das ràpidas trocas de bola, o Benfica faz isso também, cada jogador sem bola corre sempre à espera do espaço vazio, para criar uma linha de passe. O sporting de Peseiro nao tinha esse tipo de movimento, jogava muito mais pausadamente e baseava o seu jogo em meter a bola no JVP e ele que "furasse" a defesa contrària com uma finta ou picasse abola para Jardel. Como segunda escolha para chegar à baliza contrària tinhamos os longos cruzamentos (raramente à linha, logo corridas mais curtas, por parte de médios ou defesas laterais) para meter a bola na cabeça, sempre, de Jardel.

Nao compares o incomparàvel.

Além disso, ainda que este ano tenhamos saìdo cedo da taça de Portugal, houve taça da Liga, por exemplo, com dois jogos seguidos de alto calibre tecnico, fisico e psicollògico, pois relembro que encontràmos sporting nas meias e depois porto na final. Relembro também que a Liga Europa nao é como a velha taça Uefa, pois jogam-se agora as prè-eliminatòrias, depois a fase de grupos e sò depois se volta ao velho estilo das eliminatòrias. Portanto o numero de jogos também aqui aumentou.

Ao querer fazer-se uma comparaçao ou se usam todos os dados, de maneira leal, e conclui-se a verdade. Ou é melhor abandonar a ideia e escrever sobre outras coisas. Porque tentar mandar flechas com pingos de veneno sò porque a inveja clubistica fala mais alto é um comportamento de todo vazio.

aNNóNNimo disse...

Está provado e comprovado que o paríodo minimo - que permite um bom repouso - entre 2 jogos de futebol é de 72 horas!

É claro que há pessoas (e até jogadores do Benfica!) que recuperam com maior facilidade!

É disso que ele se queixa, da falta de tempo para recuperação - física e mental, diria eu!

O 'cansaço' tem sido referido por alguma CS e os 'comentadeiros' às risquinhas.

O JJ e os benfiquistas sabem bem com que intenções ...!

Não estranham!

O que é estranho é não achares estranho (gosto do pleonasmo!)toda a disponibilidade física do teu Sporting, que SÓ tem, até ao momento, menos 1 jogo oficial que o Benfica. E com muito menos idas ao controlo anti-doping, o objecto da vossa sibilina insinuação!

Leio nas entrelinhas a tua vontade de ganhar na Luz.

É possível!

Se jogarem o jogo pelo jogo e para vencer...!

Receio mais este jogo - se o Benfica vencer, restar-me-ão poucas dúvidas de que seremos campeões - que o do estádio do 'ladrão'.

JM disse...

Só uma questão: O Sporting de Peseiro no ano da final da Taça UEFA com JVP e Jardel????

Viram outro filme...

Anónimo disse...

Cançadinhos?
Com um Xarope igual ao que deram ao Nuno Assis isso paça
As toupeiras batem o Recor do Xázinho para fortalecer(?os gajos que fazem as análizes anti-Dopingue este ano meteram férias)
Está tudo feito.